Mensagem Associação Concelhias

As Feiras Novas têm passado e têm futuro

Quando esta Associação das Feiras Novas escreveu a propósito do Arauto e dos 190 anos destes festejos, esteve mais voltada para o passado para a personagem do Arauto e comparou os antigos pregões com as modernas tecnologias de comunicação, quer individuais, quer coletivas.

Hoje vamos volver para o futuro o nosso olhar, a nossa imaginação, o nosso querer de gente que se une para levar a cabo, desde há uns anos a esta parte, as nossas Feiras Novas.

Havendo ainda sangue na guelra de muitos dos que fazem parte ativa desta Associação o facto é que todos nós somos, tarde ou cedo, atingidos pela vontade de entregar o facho da luz destas iniciativas a gente nova, para que o futuro das Feiras Novas nunca esteja em causa.

Não estamos a revelar fraqueza, não somos dos que desistem à primeira, somos gente ousada, unida, coesa, com iniciativa, mas ninguém é infinito ou insubstituível, por isso ousamos dar este conjunto de linhas o título de Feiras Novas com passado e futuro.

Passado aí está numa retro de 190 anos, este ano a ser preojetada para o Cortejo, onde de tudo o que há memória e seja possível trazer ao presente, passará diante dos olhos dos forasteiros, que vierem a Ponte.

Orgulhamo-nos de ter com esforço contínuo, e a história das Feiras fala por nós, ter dado o melhor ao nosso alcance aos eventos que já fazem parte do passado e que vem a talho de foice lembrar nos comentários:

- AQUILO É QUE FORAM FEIRAS NOVAS!

Isso mesmo somos banhados pelo rio tão querido do esquecimento, mas isso é imaginação poética, pois as gentes de Ponte não esquecem o passado, são orgulhosos da sua história e nós também e sobretudo, aqui e agora, do passado das Feiras Novas.

O programa deste ano dá-nos razão e justifica muitas das afirmações que agora fazemos. Não tememos pelo futuro. Quem semeia colhe e nós lançamos na gente jovem, na mocidade de hoje este querer um futuro melhor que o presente, por isso cremos que Ponte de Lima sempre contará com Feiras Novas, o mesmo é dizer estas t|em um futuro promissor, embora o povo diga que o futuro só a Deus pertence.

Se no Brasil, agora em crise, o povo diga que Deus é brasileiro e assim andam de chinelada no pé, mas sempre a sambar, Ponte de Lima tem a Senhora das Dores pelo que podemos dizer que Deus é Limiano e portanto as Feiras Novas terão a sua bênção.

Aí estão elas, anunciadas no cartaz, é o primeiro número do resto da vida destas grandes festas da nossa terra e acreditamos que será assim nos anos vindouros, por isso podemos afirmar com o título deste artigo: As Feiras Novas têm passado e têm futuro.


A associação Concelhias das Feiras Novas

© 2017 Feiras Novas de Ponte de Lima. Todos os direitos reservados.